AÇÕES DE PREVENÇÃO

 

As ações de prevenção têm origem na análise de tendências das epidemias e na identificação das populações mais vulneráveis.

No caso das DST/AIDS, as ações de prevenção estão baseadas nos seguintes parâmetros:

  • O uso consistente da camisinha é o meio mais seguro de se prevenir contra o HIV/AIDS e contra outras doenças sexualmente transmissíveis;

  • Seringas e agulhas não devem ser compartilhadas;

  • Toda gestante deve ser orientada a fazer o teste do vírus da aids (o HIV) e, em caso de resultado positivo, ser orientada sobre os seus direitos e os de sua criança, sobre a importância de receber os cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde, antes, durante e após o parto, para controlar a doença e prevenir a transmissão do HIV para o seu filho (para mais informações ver item Pré-Natal);

  • Todo cidadão tem direito ao acesso gratuito aos anti-retrovirais. A boa adesão ao tratamento é condição indispensável para a prevenção e controle da doença, com efeitos positivos diretos na vida da pessoa com HIV/AIDS.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 

=